Centro Histórico de São Francisco do Sul – SC

Num belo sábado de sol decidimos conhecer a cidade de São Francisco do Sul, mas bateu uma preguiça e mudamos a viagem para o Domingo. Uma pena pois o tempo fechou e ficou bem nublado, mas nada que tirasse o brilho dessa cidade portuária, localizada no norte catarinense.

Localizada a 200km da capital Florianópolis e 40km de Joinville. O acesso é feito pela BR 280, que se conecta a BR 101. Percorremos um trecho bem movimentado e com várias lombadas eletrônicas, por isso fiquem atentos!

São Francisco do Sul, também conhecida apenas como São Chico é a cidade mais antiga de Santa Catarina e a terceira mais antiga do Brasil. São muitos os lugares para visitar e acabamos ficando apenas pelo Centro Histórico. O Centro Histórico de São Francisco do Sul possui mais de 150 prédios dos tempos coloniais, formando um dos maiores conjuntos arquitetônicos do Brasil, tombado pelo Patrimônio Histórico.

Museu Histórico de São Francisco do Sul

Museu Histórico de São Francisco do Sul

Iniciamos com uma visita ao Museu Histórico, instalado no prédio que abrigava a Câmara dos Vereadores no andar superior e a Cadeia Pública no andar térreo. É uma das mais antigas construções da cidade, do fim do século XVIII e era conhecido na época como ”Palácio da Praia do Mota”.

O Museu Histórico foi inaugurado em dezembro de 1985 e abriga em suas salas e celas, vários objetos que relembram a história da cidade. Ele está organizado em 8 celas, cada uma tem um tema específico, sendo que as portas, grades, paredes, assoalho, teto e pintura estão muito bem conservadas.

Os corredores contém vários itens inusitados, que incrementam ainda mais o visual da época que a cadeia foi construída. Uma particularidade nos chamou a atenção: foi o cheiro característico do lugar.

São celas dedicadas as memórias do esporte, música, educação, o porto, a linha férrea e personalidades da região. Os objetos foram doados pela comunidade e compreendem documentos, plantas, jornais, móveis e utensílios, comuns ao dia a dia dos antepassados do povo francisquense.

Além das celas, na parte de trás do Museu há uma sala com uma caleça fúnebre, uma espécie de carruagem movida por tração animal e uma solitária, utilizada para isolamento de presos perigosos, dementes e arruaceiros.

Museu Histórico de São Francisco do Sul
Rua Coronel Carvalho, 74 – Centro – São Francisco do Sul – SC
Aberto de terça-feira a sexta-feira das 8h às 18h. Sábados, domingos e feriados das 11h às 18h.
Ingresso R$3,00 adulto.

Na saída do Museu Histórico, avistamos uma placa do Centro Histórico e foi para lá que rumamos.

Viramos a esquerda ao sair do Museu e encontramos uma praça com equipamentos para ginástica ao ar livre. Nela havia um pescador confeccionando sua rede de pesca e uma igreja ecoando cantos líricos… sorte nossa!

Caminhando pelo calçadão encontramos um casarão antigo amarelo, um pier com uma paisagem maravilhosa, tendo o Centro Histórico da cidade ao fundo. Aproveitamos para relaxar um pouco, pois aqui existem vários bancos ao longo da orla e belas construções para fotografar.

Mais a frente está o prédio da Delegacia da Capitania dos Portos que foi inaugurado em 09 de março de 1940, com a presença do Presidente da República, Getúlio Vargas.

Delegacia da Capitania dos Portos
Rua Lauro Muller, 138 – Centro – São Francisco do Sul – SC
http://www.mar.mil.br/cpsc/om_sub.htm#sfsul

A poucos metros está o posto de combustível mais antigo de Santa Catarina e o quinto mais antigo do Brasil, da Rede Texaco. Construído em 1937, permanece até hoje nas mãos da mesma família. A esquerda, uma foto da maquete do posto que está no Museu Histórico.

Posto Musse & Irmão – Texaco
Largo Almirante Moraes Rego, 1 – Centro – São Francisco do Sul – SC

Como o Centro Histórico está passando por algumas reformas, alguns locais não foram possíveis de conhecer. Recolhemos um mapa em um dos centros de informação ao turista, estacionamos e saíamos a pé, pois é dessa forma que descobrimos os locais mais bonitos e as casas históricas com seus ricos detalhes.

O Mercado Municipal foi inaugurado em 1900, sendo o principal centro de comercialização de produtos agrícolas e artesanais de São Francisco do Sul. Foi restaurado pelo Projeto Monumenta e reinaugurado em setembro de 2008. Dentro do Mercado Municipal há lojas de artesanato, bares, açougue e peixarias. Na área externa, há um deck em madeira com bancos de frente para a baía. Ao lado do mercado há um estacionamento público gratuito.

Mercado Municipal
Rua Babitonga, s/n – Centro – São Francisco do Sul – SC

O trapiche central próximo ao Mercado Municipal merece uma atenção especial, pois ali em uma visita anterior a cidade, existia um limo com água parada que exalava um cheiro desagradável. Hoje remodelado virou um atrativo da cidade, abrigando uma feira local de artesanato e parada obrigatória para os turistas tirarem suas fotos. Dali partem passeios de barco pela Baía da Babitonga, a maior baía navegável de Santa Catarina, com 24 ilhas em sua extensão.

A Igreja Matriz da cidade foi avistada através de uma rua lateral, quase em frente ao Mercado Municipal, formando uma imagem única.

A história da paróquia começou em 1553, quando o barco espanhol La Concepicion navegava rumo ao Rio da Prata e foi surpreendido por uma tempestade. No desespero seus ocupantes ajoelharam-se diante da imagem que traziam no navio, e prometeram que, se sobrevivessem, construiriam na primeira terra que pisassem uma capela para Nossa Senhora da Graça. Quando a tempestade passou, La Concepicion chegou a São Francisco do Sul, e imediatamente os espanhóis construíram então a Capela para Nossa Senhora da Graça.

Hoje, esta imagem de Nossa Senhora, ainda permanece na paróquia ocupando um lugar de destaque no altar. Construída com argamassa composta de areia, cal, conchas e óleo de baleia, o interior da Igreja é surpreendente, possui pintura e adornos mesclando entre azul e branco, com detalhes na cor dourada.

Catedral Nossa Senhora da Graça
Praça Getúlio Vargas, 180 – Centro – São Francisco do Sul – SC
https://www.facebook.com/paroquia.graca

Parada para o almoço…ufa…a comida estava muito boa (frutos do mar…hummm). Ao lado do restaurante encontramos o Parque Ecológico Municipal, gaivotas em formato de mosaico com um fundo verde, marcam a sua entrada. Ali também funciona um Centro de Informações turísticas com mapas gratuitos da cidade.

Inaugurado em dezembro de 2013, possui 16 mil m² de área preservada, 500 metros de trilhas pavimentadas e acessíveis, com três locais para contemplar as paisagens de São Francisco do Sul.

Em meio as clareiras, que se formam em torno das árvores, surgem belos cenários, como a vista do Centro Histórico, Museu do Mar, Porto e da Baia da Babitonga. No topo do morro, estão localizadas as ruínas da Capela São José, construída no século XVII.

Parque Ecológico Municipal Celso Amorim Salazar Pessoa
Rua Fernandes Dias, s/n – Centro – São Francisco do Sul – SC
Aberto de terça-feira a domingo das 8h às 20h.
Entrada gratuita.

Descendo a rua, procuramos no nosso mapa e recebemos a indicação do Museu do Mar. Ele possui várias áreas, externas e internas, por isso vasculhamos o entorno. A princípio parecia que seria mais um Museu curto e com conteúdo limitado, visto de fora, mas ao entrar tivemos outra impressão, o espaço é enorme.

São muito painéis explicativos, deixando a visita um pouco cansativa. Mas deixando alguns painéis de lado e observando mais as obras, a visita se torna gostosa e interessante.

Mesclando entre Canoas, Barcos, Caravelas (miniaturas e obras de arte), Lanchas e Pesqueiros. Mergulhamos num mundo a parte, iniciado na arte de entalhar as canoas em toras de madeira bruta, passando por contos e histórias de pescadores, chegando até o barco Paraty, utilizado pelo navegador Amyr Klink para atravessar o Oceano Atlântico a remo em 1984. O relato dessa experiência deu origem ao livro “Cem Dias Entre o Céu e o Mar”, o primeiro de vários livros escritor pelo navegador.

“…porque um dia é preciso parar de sonhar, tirar os planos das gavetas e, de algum modo começar…” Amyr Klink

Ao fim da visita você chega a um bar temático e uma bela lojinha de souvenirs, claro que compramos o nosso 😉

Museu Nacional do Mar
Rua Manoel Lourenço de Andrade, s/n – Centro – São Francisco do Sul – SC
Aberto de terça-feira a sexta-feira das 9h às 18h. Sábados, domingos e feriados das 10h às 18h.
http://www.museunacionaldomar.com.br
Ingresso R$ 5,00 adulto.

HistóricosSão Francisco do Sul - SC
3560 Visualizações



Comentários (3)

  • Caros amigos. Parabéns pelo site.
    Gostaria de ver publicadas informações do motivo dos nomes dos locais históricos da nossa amada ilha, como por exemplo, o PORQUE do nome PRAIA DO MOTA, PRAIA DO INGLÊS, PRAIA DO PAULAS, etc.
    Já descobri o porque do nome dos bairros Rocio Grande e Rocio Pequeno, bem como MORRO DA PALHA.
    A localidade que não mais existe chamada de Bela Vista, que pitorescamente chamaram de RABO AZEDO. Porque Rabo Azedo?
    Muito obrigado pela oportunidade de entrar em contato.

    • vanessa says:

      Olá Esdras, Muito obrigada!!
      Infelizmente também não temos conhecimento da origem dos nomes destes bairros.
      Abraços, Café com Bagagem 😉

      • Luiz Carlos says:

        Bom dia!
        Gostaria de saber a origem dos nomes dos bairros Rocio Grande e Rocio Pequeno, aproveitando seus descoberta.
        Atenciosamente
        Luiz Carlos

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

    Prazeres da mesa em Gramado e Canela – RS

    Num belo sábado de sol decidimos conhecer a cidade de São Francisco do Sul, mas bateu uma preguiça e mud...

    Um passeio pelas praias de Bombinhas – SC

    Num belo sábado de sol decidimos conhecer a cidade de São Francisco do Sul, mas bateu uma preguiça e mud...

    Fortaleza de São José da Ponta Grossa – Florianópolis – SC

    Num belo sábado de sol decidimos conhecer a cidade de São Francisco do Sul, mas bateu uma preguiça e mud...

    Alimentação na Ilha do Mel – PR

    Num belo sábado de sol decidimos conhecer a cidade de São Francisco do Sul, mas bateu uma preguiça e mud...

    Um Passeio pelos Parques de Curitiba – PR

    Num belo sábado de sol decidimos conhecer a cidade de São Francisco do Sul, mas bateu uma preguiça e mud...